Guia Completinho de Jericoacoara | como chegar, onde ficar, quando ir, o que comer e o que fazer nesse paraíso sensacional

Posted on

Pensa num guia completo. Agora pensa num post caprichado. Agora a junta as duas coisas e você tem este Guia de Jericoacoara que a gente trouxe especialmente pra deixar você sonhando com as suas próximas férias. Quem escreveu foi minha amiga e agente de viagens do coração Marina Schmidt (já falei dela aqui). Ela passou 10 dias em Jeri pra poder por na ponta do lápis o que há de melhor nesse destino que está mais do que em alta entre viajantes do mundo todo. E você vai ver aqui que não é à toa.

Com vocês, Marina e suas dicas de Jericoacoara:

 

DESCONECTE-SE DO MUNDO E DESCUBRA O PARAÍSO

Com ruas de areia, mar transparente, dunas, lagoas de água doce e um pôr do sol alucinante, Jericoacoara conquista todos que passam por lá. O estilo da vila é rústico, não tem iluminação noturna de postes, apenas a iluminação dos comércios e das estrelas guiam seu caminho até restaurantes charmosos que servem desde PF a pratos elaborados por chef. Para mim, além de rústica, Jericoacoara é eclética. Atende todos os gostos e bolsos que estejam dispostos a se conectar com a natureza e andar de pés descalços.

Com ventos fortes, a vila atrai os praticantes de kitesurf e windsurf nos meses de julho a novembro. A paisagem que já é linda, ganha um charme extra com as pipas coloridas voando no horizonte. Frequentada por muitos estrangeiros e gente do Brasil inteiro, as noites são bem animadas com festas na praia regadas a caipirinha e baladas ao ar livre no embalo do Samba, Forró e Reggae. O pôr do sol é um atrativo diário, todos param para assistir ao espetáculo que surpreende a cada dia, com direito a aplausos e assobios. Um lugar perfeito para desconectar-se do mundo e desfrutar o paraíso.

“Bons ventos me trouxeram aqui”

 

COMO CHEGAR

Jericoacoara está localizada a 320km de Fortaleza, capital do Ceará. Existem diversas formas de chegar ao vilarejo e dependendo de como você for, torna-se uma aventura, mas vale a pena!

DE AVIÃO

Avião 1 – Chegando pelo Aeroporto Regional de Jericoacora

Em Julho foi inaugurado o Aeroporto Regional de Jericoacora, localizado no munícipio de Cruz, a apenas 40km de Jeri. Como essa novidade, o acesso até a vila ficou mais fácil (apesar dos preços altos, por enquanto). O aeroporto recebe voos semanais saindo de Congonhas – SP pela GOL, de Campinas – SP pela AZUL e voos saindo de Recife quatro vezes por semana também operado pela AZUL.

Para o deslocamento do aeroporto até a Vila de Jericoacoara você tem duas opções:

Transfer privativo a partir de R$ 240,00 por veículo, por trecho (máximo de 4 passageiros por carro). Para contratar o transfer clique aqui e solicite um orçamento.

Transfer compartilhado da CooperJeri. Custa R$ 60,00 por pessoa, por trecho e pode ser contratado lá no aeroporto mesmo.

Avião 2 – Chegando pelo aeroporto de Fortaleza

A distância do aeroporto de Fortaleza até Jericoacoara é de 320km e a viagem pode durar de 5 a 9hrs dependendo do transporte escolhido para o trajeto. De Jijoca até Jeri são aproximadamente 45 mins passando por dunas, por isso não recomendo que vá de carro. Contrate um serviço local.

As opções de transportes para ir de Fortaleza à Jeri são:

De ônibus

A empresa Fretcar faz o trecho Fortaleza-Jericoacora em 7 horas com três pontos de partida: Aeroporto, rodoviária ou avenida Beira Mar. O bilhete pode ser comprado nos guichês da Fretcar do aeroporto e da rodoviária (estão abertos 24hrs) ou pelo site. Os horários de saída informados no site correspondem ao horário de saída da Rodoviária. No aeroporto o ônibus passa 30 mins antes e na Beira-Mar 45min depois do horário informado.

Essa é a forma mais barata de fazer o trajeto, a passagem custa R$ 81,00. O ônibus até que é confortável, tem ar condicionado, banheiro e faz uma parada para café da manhã, almoço ou jantar, dependendo do horário do trajeto. Essa viagem dura cerca de 7hrs. Depois dessa parada, o ponto final é em Jijoca, onde os passageiros desembarcam do ônibus e são levados até Jeri pelas Jardineiras ou Hillux adaptadas da CooperJeri. São 45mins de viagem passando por Dunas e a Jardineira te deixa no hotel. O sacolejo é grande, mas a paisagem emociona! Logo de cara, você se depara com lagoas e dunas pelo caminho. Na volta, é preciso ir até o ponto de partida das Jardineiras, na Rua São Francisco, no centrinho de Jeri. (Dica de mala: dê preferência a mochilas, arrastar malas de rodinhas pelas ruas de areia não é nada legal).

Transfer privativo

É o jeito mais rápido e confortável para ir de Fortaleza até Jeri. O percurso é feito em Hillux 4×4 para no máximo 4 passageiros. Custa entre R$ 550 a R$ 700 (o carro, por trecho) dependendo da temporada e faz o trajeto em 4h30/5hrs. Você sai do aeroporto e vai direto para seu hotel em Jeri, sem precisar trocar de carro, já que a Hillux consegue passar pelas Dunas entre Jijoca e Jeri.

Para contratar o transfer, clique aqui e faça sua reserva.

ONDE SE HOSPEDAR

Em Jeri você encontra hospedagem para todos os gostos e bolsos. Há opções de hostels, pousadinhas econômicas, pousadas boutique e hotéis 5 estrelas. Como em Jeri não entra carro (apenas buggys e Hillux da Cooperativa), o importante é focar em uma localização central na Vila, assim a caminhada até bares, restaurantes e praia fica tranquila e segura. Pousadas na Rua do Forró, Rua São Francisco e Rua Principal são uma excelente escolha.

Fiquei hospedada no Hostel Jeri Arte e adorei. Fica na rua do Forró, a poucos metros da praia e do centrinho. A acomodação é ótima, fiquei em um quarto feminino compartilhado para 6 meninas. O quarto tem banheiro privativo e ar condicionado. A Fabi é uma querida e limpava o quarto todo dia e deixava tudo cheirosinho, fora o café da manhã com tapioca que ela preparava que era uma delícia. A vibe do hostel é incrível, conheci gente de vários países, como França, Argentina, Austrália, México, Polônia e muitos brasileiros. A varanda com redes estava sempre alegre com música rolando e de vez em quando rolava uma festinha. O staff do hostel era incrível e fez toda a diferença na viagem! Parabéns para Carlos, Lucas, Vicente, Caio e as meninas que estavam sempre animados e dispostos a nos ajudar, viraram amigos.

Esta é a minha recomendação de Hostel em Jeri, mas vou dar dicas de pousadas e hotéis para quem prefere uma acomodação mais exclusiva.

Pousadas

Pousada Acqua – Pousada pequena, com apenas 7 quartos, a 50 metros da praia principal de Jeri. Pousada simples e aconchegante com atendimento personalizado.

Diárias a partir de R$ 180,00 – Localização: Rua do Forró

Pousada WindJeri – Pousada bem localizada, na Rua do Forró, com bom café da manhã e apartamentos confortáveis com ar condicionado.

Diárias a partir de R$ 380,00 – Localização: Rua do Forró

Pousada Casa na Praia – A pousada fica na beira da praia principal e tem um estilo rústico moderno com atendimento especial. Promovem pequenos eventos em alguns dias da semana e Sunset com drinks selecionados e DJ na praia.

Diárias a partir de R$ 580,00 – Localização: Praia Principal, próximo a entrada da Rua Principal

Pousada Jeribá – A pousada está em uma localização extremamente privilegiada, em frente à Praia principal de Jeri. Apartamentos são muito confortáveis com vista para o mar, pôr do sol, jardim e piscina. Atendimento diferenciado e ambiente aconchegante.

Diárias a partir de R$650,00. – Localização: Canto direito da Praia Principal 

Hotéis

My Blue Hotel – Hotel à beira mar com vista para a Duna do Pôr do Sol. Une simplicidade e classe em um ambiente com muito estilo. Quartos com vista para o mar, jardins com área de relaxamento com redes, 02 piscinas, Spa, área de massagem, sauna, academia, sofá lounge na praia, bar de praia com cadeiras e toalhas, restaurante internacional panorâmico, internet, serviço baby sitter(opcional), passeios guiados.

Diárias a partir de R$ 820,00 – Localização: Rua Ismael S/N

Vila Kalango – Pousada localizada frente mar ao lado da Duna do pôr do sol, totalmente integrada com a natureza e à comunidade local com clima rústico sem dispensar a sofisticação nos detalhes e atendimento personalizado. Na pousada há coqueiros e cajueiros preservados à beira mar, piscina, SPA e um restaurante sofisticado que aliam a cozinha nativa a elementos da cozinha mediterrânea. Oferecem três tipos de acomodação: apartamentos, bangalôs e palafitas (construídas em madeira sobre colunas de eucaliptos, suspensas a 3 metros do chão com vista 180° da paisagem – ideal para casais em Lua de Mel).

Diárias a partir de R$ 850,00 – Localização: Praia Principal, ao lado da Duna do Pôr do Sol

Essenza Hotel – Hotel à beira mar ao lado da Duna do Pôr do Sol. Oferece exclusividade, conforto e elegância com diversos serviços de hotel 5 estrelas: 1300 m de piscina, hidro e cascata com borda infinita a beira mar, todas as suítes possuem vista para o mar e para a Dina do Pôr do Sol, Garden Club – Essenza Bistrô e Osteria; Bar Molhado, Jacuzzi Panorâmica, Aram Spa, Academia, Banho Turco (sauna úmida). Banho Finlandês (sauna Seca), Varanda de jogos com mesa de Snooker e cartas, Concierge Pessoal.

Há dois tipos de suítes:

Essenza Lounge, no térreo, tem saída direta para a piscina do hotel. O hóspede pode mergulhar diretamente do longe do seu apartamento para a piscina.

Essenza Cult, no andar superior, possui uma piscina privativa na varanda e vista espetacular.

Todos os apartamentos são equipados com ar condicionado, TV 40” SKY, internet, frigobar, decoração moderna, de classe e exclusiva. Amenities Boticário, roupão, cama king size com lençóis 600 fios e travesseiros de plumas.

Diárias a partir de R$ 1.150,00 – Localização: Praia Principal, ao lado da Duna do pôr do Sol)

The Chili Beach Hotel – Localizado de frente para a Praia da Malhada, esse hotel Boutique oferece conforto e sofisticação no estilo rústico. Possui piscina de frente para o mar e uma varanda/lounge convidativa para assistir ao pôr do sol com um belo drink. Oferecem Sunset com Dj em alguns dias da semana. O hotel tem acesso direto à praia e SPA para relaxamento e massagens terapêuticas. As acomodações podem ser em suítes ou bangalôs e oferecem todo o conforto com vista para o mar. O restaurante do hotel serve aos hóspedes e é aberto ao público, o cardápio é variado e a comida de excelente qualidade.

Diárias a partir de R$ 1.100,00 – Localização: Praia da Malhada

 

TAXA DE TURISMO SUSTENTÁVEL

A partir do dia 21 de setembro de 2017 a prefeitura de Jijoca de Jericoacoara passará a cobrar uma taxa de R$ 5,00 para cada dia de permanência na cidade. Na entrada da vila, o visitante deverá fazer um cadastro e efetuar o pagamento referente aos dias que ficará por lá. No momento do check-in no hotel ou pousada, deverá apresentar o comprovante de pagamento.

 

 QUANDO IR

A melhor época para ir a Jeri é entre Julho e Dezembro. Nessa época praticamente não chove e as Lagoas estão cheias (entre Julho e Outubro é mais garantido porque as Lagoas podem secar no meio do segundo semestre). Apesar de ter uma “melhor época”, Jeri recebe turistas o ano inteiro.

ALTA TEMPORADA

A temporada dos ventos é entre Julho e Novembro, o que atrai muitos praticantes de kitesurf e windsurf. Os preços são mais altos nessa época e Jeri fica super movimentada. Em Agosto, por ser férias na Europa, a vila fica cheia de gringos de diversos países, com frequência você escutará pessoas falando francês e italiano pelas ruas.

De Janeiro até o Carnaval os preços continuam mais altos devido às férias brasileiras. Nesta época você poderá ter dias nublados e um pouco de chuva.

BAIXA TEMPORADA

A baixa temporada começa depois do Carnaval. A Vila fica menos movimentada e os preços caem.

A época das chuvas vai de janeiro a junho (a maior precipitação de chuvas é em março e abril) e é quando se formam as Lagoas. Não ache que no período de chuva chove o dia inteiro, não! É Nordeste! São períodos do dia com chuva que logo vão embora.

Uma alternativa para aproveitar os preços mais baixos é ir em Junho, quando o sol já predomina, as chuvas não são tão frequentes e os preços ainda são de baixa temporada.

TEMPERATURA ANUAL

As médias anuais variam com mínimas de 22°C e máxima de 35°C. O vento é frequente e disfarça o calor. Mesmo com temperaturas elevadas, o clima é confortável.

PASSEIOS EM JERICOACORA

Fazer passeios durante sua estadia em Jeri é essencial. Conhecer as Lagoas que ficam perto de Jeri é imperdível e emocionante. Emocionante, sim! Não só pela paisagem que é linda, como pelo próprio meio de transporte, o Buggy! Você pode escolher fazer os passeios de Buggy (até 4 pessoas), Hillux Adaptada (até 10 pessoas) ou Hillux 4×4 (até 4 pessoas).  De Buggy é mais emocionante já que o “carro” é menor, aberto e faz manobras “com emoção” (alta velocidade e descidas íngremes nas dunas). O vento é constante e forte, esqueça os cabelos arrumados e sem nó, o vento é forte meeesmo e você fica toda descabelada! A Hillux adaptada para até 10 pessoas tem banquinhos presos na caçamba da caminhonete. Balança muitoo, e o passeio costuma ter menos intensidade de manobras nas decidas pelas dunas. Já a Hillux para 4 pessoas, é indicado para quem quer ter o conforto do ar condicionado e fugir dos ventos batendo na cara.

PASSEIO LADO LESTE – Pedra Furada, Árvore da Preguiça, Praia do Preá, Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso.

Por volta das 9hrs o buggueiro passa no seu hotel para iniciar o passeio. A primeira parada é a Pedra Furada, cartão postal de Jericoacoara. Pela manhã o sol incide na pedra. Obs: Julho é o único mês em que é possível admirar o sol se pondo dentro da pedra, então neste período o passeio é invertido para aproveitar o espetáculo.

Seguindo pela praia do Preá, parada na Árvore da Preguiça. A árvore recebeu este nome pela dificuldade que tem em se erguer em meio aos ventos fortes de Preá, são poucas as árvores que resistem aos ventos e calor forte em meio as areias, por isso é considerada por alguns como símbolo de resistência. Hoje é tida como cartão postal da Praia de Preá.

Ao longo da praia do Preá é comum ver pipas de Kitesurf no ar. O céu fica enfeitado com pipas coloridas e ganha um charme extra.

Chegando na Lagoa Azul, parada para mergulho na lagoa de água doce cristalina. Há barracas de praia para almoço, porções, cerveja, água e refrigerantes. As redes submersas na água são um convite para relaxar, esquecer da vida e apreciar o momento.

O passeio segue para a Lagoa do Paraíso, a Lagoa mais visitada e certamente é a maior e mais bonita. Água quentinha, cristalina e tonalidades de azul e verde que confirmam que você está no paraíso. Existem algumas barracas de praia, mas a mais famosa é o Alchymist Beach Club. Fica de frente a lagoa e as redes submersas.  Tem restaurante, banheiro e serviço de praia. Pausa para o serviço de praia. 1) Você pode sentar nas mesas do beach club e almoçar olhando para o paraíso 2) Você pode alugar uma das confortáveis espreguiçadeiras (vem com um lençolzinho) de frente para a Logoa por R$50 (para o dia todo, só pela espreguiçadeira, o consumo é cobrado a parte) e ser atendido pelos garçons que estão sempre à disposição  3) Você pode alugar um “bangalô” de frente para a Logoa por R$100 (para o dia todo, consumo a parte) e ter acesso ao espaço exclusivo do Alchymist Prive com Jacuzzi, toalha e atendimento personalizado.

O passeio termina por volta das 16h30/17hrs em Jeri e custa entre R$ 280 a R$350 por buggy para até 4 pessoas. Para contratar esse passeio clique aqui e faça sua reserva.

 PASSEIO LADO OESTE – Mangue Seco, Cavalo Marinho e Lagoa de Tatajuba

Esse passeio é o mais completo e o que passa por mais dunas (emoção). A primeira atração é atravessar de balsa pelo Rio Guriú. A travessia é feita de forma manual, os barqueiros usam varões para empurrar a embarcação até a outra margem.

Depois da travessia, você pode fazer um rápido passeio de canoa até o berçário dos cavalos marinhos (R$ 10,00 cobrado a parte), além dos cavalos marinhos você observa caranguejos vermelhos e outros animais.

Seguindo para o Mangue Seco a paisagem é curiosa, com árvores secas e retorcidas de frente para o mar. Em diversas árvores tem balanços e redes. Um cenário pitoresco para tirar fotos incríveis. Neste ponto, são vendidos artesanatos locais como luminárias de escama de peixe (lindas-amei) e penduricalhos de conchas. A dica é, se gostou, compre no mangue seco! Os mesmos enfeites são vendidos na vila pelo dobro do preço.

O passeio segue pelas Dunas. Uma imensidão de areia e sobe e desce duna. Parece um deserto e é areia a perder de vista até chegar à Duna do Funil. Uma duna super alta com uma lagoa lá em baixo. Aqui dá para fazer ski bunda, prepare-se para a subida a pé da duna.

O passeio segue pelas dunas até chegar a Lagoa de Tatajuba. A lagoa não é tão linda como a Lagoa Azul e a Lagoa do Paraíso, mas também tem as redes coloridas submersas na água para relaxar.

Na Lagoa de Tatajuba tem barracas de praia que oferecem porções e almoço. Lá você encontra o “cardápio vivo”. O garçom traz uma bandeja com lagostas vivas, peixes e camarões para você escolher qual vai querer. Sinceramente não achei o melhor tempero do mundo, recomendaria uma porçãozinha pra matar a fome e deixar para almoçar mesmo na volta a Jeri.

O passeio termina por volta das 15h30 em Jeri e custa de R$ 280 a R$350 por buggy para até 4 pessoas. Para contratar esse passeio clique aqui e faça sua reserva.

OS MELHORES LUGARES PARA ASSISTIR O PÔR DO SOL DE JERICOACOARA

Se tem uma coisa que é mágica em Jeri, é o Pôr-do-Sol! Todo dia por volta das 17h30 o sol começa a baixar e o espetáculo começa. O sol vai caindo devagar no horizonte até encostar no mar, a partir dai, rapidinho ele mergulha no mar e deixa o céu com tons de amarelo, alaranjado e rosado. Não tem como não parar e assistir todos os dias de um lugar diferente, é tão lindo que é normal ouvir aplausos quando o sol se despede.

Separei alguns lugares que amei assistir ao pôr do sol.

PEDRA FURADA (em Julho)

Julho é o único mês que o sol se põe no buraco da pedra. Para chegar lá você pode ir caminhando pela praia (se a maré estiver baixa) ou pelo Morro do Serrote. Ainda, se fizer o passeio ao lado Leste, deixe a Pedra Furada para o final.

O lugar fica lotado com muita gente tirando foto. Para organizar o pessoal, geralmente um guia faz uma linha na areia e todo mundo fica atrás para esperar o sol se pôr. Assim dá pra acompanhar o sol mergulhar no mar dentro da pedra!

DUNA DO PÔR DO SOL

Assistir ao pôr do sol na Duna é um clássico de Jeri e você não pode deixar de ir. Ao entardecer, lá pelas 17hrs já dá para ver o pessoal subindo a duna e garantindo um lugar para sentar e apreciar o espetáculo. O cenário é paradisíaco. Lá de cima, de frente para o mar, o sol fica enooorme e vai caindo até mergulhar no mar. Com certeza é uma daquelas cenas que ficam guardadas na memória e quando você lembra enche o coração de emoção.

DUMUNDO

Dumundo é uma barraca de praia no canto direito da Praia Principal. O pôr do sol é embalado pelo som ao vivo de MPB, Reggae e Samba com um clima tranquilo. Servem porções, bebidas e uma caipirinha de 900ml para quem estiver no clima! Recomendo que chegue cedo (por volta das 16h30) se quiser garantir um lugar nas poucas espreguiçadeiras de frente pro mar! Relaxe e aproveite mais um pôr do sol que não sairá da sua memória.

PRAIA MALHADA

A Praia Malhada fica a cinco minutos caminhando do centro da vila, no caminho para a Pedra Furada. É uma praia isolada, sem barracas de praia e frequentada principalmente por surfistas e praticantes de kyte. O diferencial daqui é o sossego e os coqueiros! Diferente da vila, que sempre tem muita gente, na Malhada você pode escolher um coqueiro, se sentar e apreciar o pôr-do-sol ouvindo apenas o barulho das ondas. O sol fica um pouco distante, mas ainda assim é um espetáculo. Você não ouvirá aplausos ou assobios, mas com certeza será um momento único de reflexão e gratidão

NO BARQUINHO (SECRET)

Não sei se pode, mas como no momento ninguém advertiu e tinham outras pessoas fazendo (só mais um barquinho, rs) vou contar pra vocês um segredinho que vale a pena. Na praia principal, no mar, tem uns barquinhos de pescador boiando sem ninguém. Um belo dia decidimos nadar até o barquinho no fim de tarde e tchanam, assistimos ao pôr do sol dentro do barquinho e foi lindo!! Assistir ao pôr do sol de dentro da água é diferente, o sol parece maior, mais próximo e você se sente literalmente fazendo parte da natureza. Foi um momento muito gostoso que passamos, confesso que não é fácil subir/entrar no barquinho, tem que ter uma forcinha extra no braço, mas além de divertido, tiramos fotos lindas e vimos o pôr do sol de mais um lugar diferente!

VIDA NOTURNA EM JERICOACORA

Jeri tem festa todo dia e a diversidade é grande. O Forró e o Reggae são muito comuns na Vila, mas dá pra curtir samba, sertanejo e reggaeton também. O aplicativo LiveJeri é ótimo para saber qual é a festa do dia (basicamente as festas são dividas pelo dia da semana). Outra informação importante é que até pouco tempo atrás, as festas começavam tarde e terminavam só com o nascer do sol. Recentemente estipularam uma lei do silencio, e as festas tem que acabar as 2hrs da manhã e a partir desse horário não é permitido som alto e venda de bebidas alcoólicas. As festas começam por volta das 22hrs mas ficam cheias mesmo só depois das 23/24hrs.

Vou listar as festas que fui e dar uma visão geral de como é.

ESPAÇO SERRAMAR

Está localizado entre o Morro do Serrote e o Mar da Malhada. O lugar é incrível, rústico e com pouca luz. É um terreno grande com uma pequena casinha no meio, onde as bandas tocam e praticamente o único lugar com luz. Ah! No bar também tem! Em frente ao “palco”, tem um telhado (destelhado) e só. Por que destelhado e com pouca luz?! Pra ver as estrelas! Esse é o diferencial do lugar e a cara de Jeri! Baladas ao ar livre e muitas estrelas no céu ao som de samba, reggae e forró.

Festas no Serramar: Mistura Fina, Baile do Zé da Beiça e Forró de trás da Igreja

FORRÓ DA DONA AMÉLIA

Clássico de Jeri com Forro pé de serra! Dona Amélia é restaurante durante o dia e casa de Forró nas noites de quarta e sábado. Aqui o clima de forró toma conta e o povo dança mesmo! Se você não dança, prepare-se para se desviar dos pares ou encontre um par e atreva-se a aprender! A levada do forró é uma delícia, não se admire se você se apaixonar.

FESTAS NA PRAIA (REGGAE E DJ)

As festas na praia são bem diferentes do que a gente espera de um suposto luau. Não tem fogueira e nem banda. Na entrada da Rua Principal forma-se um corredor de barraquinhas de caipirinhas que se transforma em um grande círculo, no meio tem uma tenda com um DJ e voy la.. Tá feita a festa! O povo todo fica no meio desse círculo de barraquinhas experimentando cada rodada um sabor diferente. Achei interessante que a maioria das caipirinhas tem mais de uma fruta junto e as vezes tem até pimenta! São diversas combinações, como abacaxi com hortelã e pimenta, morango com gengibre e CAJÁ (a descoberta da fruta!), uma frutinha típica da região, amarela e azedinha que combina super bem com cachaça! As barraquinhas são lindas, com redinhas penduradas com frutas e têm decorações ou placas luminosas. Existe até a Assossiação das Caipirinhas, super organizado!

Acho legal dar uma passadinha na praia lá pelas 22h30/11hrs, tomar uma(s) caipirinha(s) e seguir pra outra festa.

SOLAR DA MALHADA

Essa aqui é imperdível! É um Samba que só rola às sextas-feiras embaixo de um Cajueiro enorme de frente para o mar. O lugar é incrível e o samba é de primeira. Dependendo da época que você for, vai encontrar muitos gringos se empenhando para sambar e se impressionando com o samba no pé das brasileiras. O clima é muito bom e renova a alma. O Solar da Malhada fica atrás da igrejinha de Jeri.

Programação semanal (estas informações podem mudar, consultar o aplicativo LiveJeri para atualizações)

  • Segunda-Feira: Mistura Fina – samba e forró – Espaço Serramar
  • Terça-feira: Baile do Zé da Beiça – Espaço Serramar
  • Quarta-feira: Forró da Dona Amélia
  • Quinta-feira: Reggae na Praia
  • Sexta-feira: DJ na praia e Samba de Benção no Solar da Malhada
  • Sábado: Festa na Praia e Forró no Dona Amélia
  • Domingo: Forró de Trás da Igreja – espaço Serramar

 

ONDE COMER

ALMOÇO

Bistrôgonoff – Restaurante descompromissado com tempero caseiro. Servem strogonoff e pratos com frutos do mar.

Aberto das 12h00 às 23h00 – Endereço: Beco do Guachelo, 60

 

Lagosteiro – Restaurante especializado em frutos do mar e o carro chefe é a lagosta. Também serve carnes.

Aberto das 12h00 às 23h00 – Endereço: Rua do Forró S/N

Dona Amélia – Comida caseira com tempero maravilhoso. Comida brasileira e frutos do mar. Famoso pelo camarão no abacaxi.

Aberto das 12h00 às 23h00 – Endereço: Rua do Forró S/N

JANTAR

Eat on the Streat – Hamburguer Gourmet (muito bom!) Foodtruck especializado em sanduiches contemporâneos feitos na brasa e burgers no melhor estilo barbecue!

Aberto das 18h30 às 00h30 –  Endereço: Beco Doce, S/N | Beco que liga a Rua São Francisco

Restaurante Tamarindo – Comida Internacional, excelente carta de vinhos e ambiente com decoração maravilhosa.

Aberto das 18h00 às 23h30 – Endereço: Rua Ismael | Praia de Jericoacoara

Samba Rock – Bar/Restaurante com música ao vivo. Servem lanches, porções, pratos variados e pizza.

Aberto das 18h00 à 01h00 – Endereço: Rua Principal perto da pracinha

Bistrôgonoff – Restaurante descompromissado com tempero caseiro. Servem strogonoff e pratos com frutos do mar.

Aberto das 12h00 às 23h00 – Endereço: Beco do Guachelo, 60

 

Lagosteiro – Restaurante especializado em frutos do mar e o carro chefe é a lagosta. Também serve carnes.

Aberto das 12h00 às 23h00 – Endereço: Rua do Forró S/N

The Chili Beach – Restaurante dentro de uma pousada boutique. O restaurante é de frente para o mar com ambiente super aconchegante, sofisticado e cozinha de chef.

Aberto das 1h00 às 23h00 – Endereço: Rua da Matriz

 

A QUALQUER HORA

Gelato & Grano – sorveteria com sorvete italiano com muitas opções de sabores.

Aberto das 10h00 às 23h00 – Endereço: Praça Principal

Naturalmente – De frente para a praia, na entrada da Rua Principal. Ambiente aconchegante. Servem um crepe maravilhoso com massa fininha, saladas, açaí e pratos de comida.

Pão do Sol – Pão de queijo recheado. MARAVILHOSO. Um rapaz anda pela praia e pela vila com uma bicicleta vendendo o pão de queijo quentinho. Também tem uma lojinha na Rua Principal.

DE MADRUGADA

Padaria Santo Antônio – Serve salgados, bolos, tortas e lanches. Só abre na madrugada.

Aberto das 02h00 às 05h00 – Endereço: Rua São Francisco.

 

DICAS EXTRAS

VESTUÁRIO

Sapatos – esqueça o salto! Qualquer tamanho de salto! Dê preferência a Havaianas e aproveite para ficar de pé descalço. Como as ruas são de areia, andar descalço facilita a caminhada e não levanta areia. Leve no máximo uma rasteirinha.

Roupas – Roupas leves e confortáveis. Em Jeri não faz frio mas venta bastante, leve no máximo um cardiganzinho para se proteger do vento. Durante o dia opte por saídas de praia, shorts e vestidinhos. A noite é bem casual, esqueça os brilhos e paetês, um vestidinho bonitinho está de bom tamanho.

SEGURANÇA

A segurança em Jeri é muito boa, evite apenas andar sonhiza(o) em ruas que não sejam as principais (Rua São Francisco, Rua Principal, Rua do Forró). Uma lanterninha de bolsa pode ser útil para ruas pouco iluminadas.

DINHEIRO

Não existe caixa eletrônico em Jeri. A recomendação é que leve dinheiro em notas. Muitos lugares aceitam cartões de débito e crédito, mas nem todos. O mercadinho central faz um “saque” cobrando 10% sobre o valor do sacado.

 

 

E aí? Dá ou não dá vontade de sair correndo pra Jeri agora mesmo?  Se você gostou das dicas e quer saber mais, é só chamar a Marina por e-mail: msviagens@msviagens.tur.br

  • Share